Olá, Serra Gaúcha! A serra gaúcha sem limites.

PUBLICIDADE
Entenda! | 07/03/2018 - 15:15

Uso indiscriminado de clareadores dentais

O clareamento dental é um dos procedimentos mais procurados quando os pacientes não estão satisfeitos com a coloração de seus dentes. Afinal, um sorriso branco e bem cuidado pode acabar se tornando uma porta de entrada para diversas situações positivas na vida. Uma dos grandes benefícios dessa técnica, além dos seus resultados, é que ela pode ser realizada no conforto de sua casa, a chamada técnica caseira. Porém, para que seja realizado de forma correta é preciso ter cuidado e seguir rigidamente as indicações do dentista responsável. Conversamos com o especialista Djalma Faria Neto que separou as principais dicas para quem deseja fazer o tratamento caseiro e a importância do acompanhamento profissional na hora de realizá-lo.

 

O CLAREAMENTO CASEIRO É INDICADO PARA QUALQUER PACIENTE?

O clareamento dental geralmente é indicado para todas as pessoas, porém para pessoas que apresentam tártaro, placa dental ou gengiva com sangramento podem ter algumas restrições. O dentista completa: “O procedimento não é indicado para quem está em um tratamento médico sistêmico e, além disso, não se deve fazer o clareamento em pessoas com menos de 18 anos, gestantes ou que estiverem amamentando”. É importante ressaltar que todo o processo de clareamento em casa também deve ser acompanhado por um dentista para que haja um resultado satisfatório no final.

 

QUAIS SÃO OS POSSÍVEIS DANOS DO USO INDISCRIMINADO DE CLAREADORES?

Apesar de ser feito de forma caseira, não significa que o paciente esteja livre de recomendações e cuidados. Quando o tratamento é realizado sem o auxílio de um profissional da saúde bucal, pode acarretar em uma série de prejuízos, seja pelo uso incorreto dos produtos ou pela técnica inadequada. Dentre esse prejuízos podemos destacar o surgimento ou aumento de sensibilidade dos dentes e lesões em tecidos moles. O clareamento pode, ainda, não alcançar o efeito desejado caso haja a aplicação de produtos em dentes que não possuem a indicação para o clareamento caseiro. Vale lembrar que, na técnica de clareamento dental, são usados produtos químicos, portanto, é preciso muito cuidado na aplicação destes. Djalma adverte que se o procedimento não for realizado de maneira correta pode acabar desencadeando também algumas patologias para os pacientes. “Um gel muito forte pode ser agressivo e doloroso para uma pessoa com dentes muito sensíveis. Também há chances de inflamações na bochecha e nos lábios”, comenta.

 

O QUE PODE SER FEITO NESTAS SITUAÇÕES?

Para o dentista, a melhor maneira de solucionar esses problemas é procurar um tratamento adequado e com orientações de quem entende do assunto. “Costumo dizer que o melhor método para reverter esses efeitos adversos é lançar mão da prevenção, ou seja, procurando um profissional capacitado que poderá orientar o paciente de acordo com suas necessidades”, recomenda. Ele ressalta que o uso de clareadores que são comprados pela internet sem orientação profissional nunca são considerados como uma saída para quem procura um tratamento caseiro de qualidade. Fique atento e realize o procedimento da forma segura!

 

O clareamento dental é um procedimento extremamente procurado por pacientes que buscam como resultado alterar a coloração dos dentes e deixar o sorriso mais atraente e harmonioso. É um procedimento indolor, com resultados excelentes e que ajudam na autoestima também. Entretanto, a técnica ainda gera muitas dúvidas entre os pacientes que estão considerando realizá-la. Para esclarecer todas elas e te deixar mais tranquilo, conversamos com especialista Djalma Faria que explica alguns mitos e verdades sobre o clareamento dental!

 

PRINCIPAIS TIPOS DE CLAREAMENTO

O clareamento dental é um procedimento que pode ser realizado tanto no consultório do dentista, através do laser, ou em casa, com o uso de moldeiras que o próprio profissional faz tirando o molde da arcada dentária do paciente. Entretanto, a diferença entre eles não está somente na forma como é realizado, mas também nos resultados. Quando o clareamento é feito com o laser e gel clareador, os dentes ficam claros imediatamente. Já no clareamento caseiro, o paciente precisa aplicar o gel por vários dias, no mínimo duas horas, levando mais tempo para apresentar os resultados. “O clareamento feito com laser pode causar uma pequena sensibilidade nos dentes por conta do calor da luz, e menor penetração do gel, o que determina uma menor duração do resultado, já no tratamento caseiro, o gel se espalha mais pelo modelador, assim o procedimento dura mais”, comenta.

 

CLAREAMENTO DENTAL DANIFICA OS DENTES. MITO OU VERDADE?

Muitas pessoas acreditam que o clareamento dental pode deixar os dentes mais fracos e danificá-los, porém, isso não é verdade já que o tratamento apenas remove o pigmento corante que está no dente, dessa forma, não os danifica, não corrói os dentes e nem altera sua estrutura. Vale ressaltar que em qualquer um dos casos, os procedimentos devem ser orientados e supervisionados por um profissional da área.

 

CLAREAMENTO DENTAL ALTERA A COR DE RESTAURAÇÕES E PRÓTESES DENTÁRIAS

A ação do clareador, presente no gel, não consegue penetrar nas restaurações e nas próteses dentárias. Djalma reforça essa informação. “Após o clareamento, muitas vezes é necessário trocar essas próteses, para se obter uma cor homogênea em todos os dentes”. É importante ressaltar que alguns alimentos devem ser evitados durante o processo de clareamento, como comidas e bebidas com corantes.

 

OS DENTES PODEM ESCURECER DE NOVO APÓS CERTO TEMPO

Apesar de dificilmente voltarem para a cor original, sim, isso pode acontecer, porém nada tem a ver com a qualidade da técnica. O que acontece é que com o passar do tempo, a prática de alguns hábitos podem afetar os resultados, como uma alimentação baseada em alimentos com corantes ou falta de higiene bucal adequada. Para isso, o profissional dá a dica. “Se o paciente conseguir manter saudável sua alimentação e seguir as recomendações do profissional, o tratamento pode chegar a durar até 2 anos”, adverte o dentista.

 

Fonte: Sorrisologia

Foto: Reprodução Internet

Palavras chave: dentes - clareamento - saúde bucal -

  • Comentários
    Comentários

    Comentários postados

    Nenhum comentário postado ainda, seja o primeiro a comentar!

  • Comentar

    Comentar

    Comente esta matéria







  • Envie para um amigo

    Envie para um amigo

    Envie esta notícia para um amigo









  • Fale com o Editor

    Fale com o editor

    Envie dúvidas e sugestões para o editor








Notícias relacionadas:


Os sete principais exames para a saúde do coração

10 dicas para manter o idoso ativo

A Organização Mundial da Saúde acaba de declarar guerra à gordura trans


PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre o seu endereço de e-mail e receba a nossa newsleter com as notícias do Olá! no seu e-mail.



Mais notícias

Alerta! - 24/05/2018 | 14h58min

Os sete principais exames para a saúde do coração

Saiba Mais - 16/05/2018 | 11h05min

A Organização Mundial da Saúde acaba de declarar guerra à gordura trans

Saiba Mais! - 10/05/2018 | 10h13min

10 dicas para manter o idoso ativo

Rotina - 18/04/2018 | 15h33min

8 hábitos diários indispensáveis para manter sua pele saudável

Saiba mais! - 11/04/2018 | 14h37min

Alimentos que causam e que previnem a enxaqueca

Cuide-se! - 21/02/2018 | 16h02min

Se quer preservar os seus rins, fique longe de certos alimentos

Cuidado - 12/02/2018 | 11h38min

Os perigos de se automedicar

Doença - 09/02/2018 | 09h46min

Cães e gatos podem contrair febre amarela?

Folia - 06/02/2018 | 10h12min

8 dicas para curtir o Carnaval com saúde

Saiba Mais - 29/01/2018 | 11h01min

Caia na folia, mas não caia de ressaca