Olá, Serra Gaúcha! A serra gaúcha sem limites.

PUBLICIDADE
Projeto Verão | 30/12/2016 - 13:12

Aproveite a hora do almoço para fazer musculação

Dentre as desculpas para largar a vida sedentária, a falta de tempo está em primeiro lugar. Dificuldade para acordar cedo ou preguiça de ir para a academia depois do trabalho ou da faculdade são situações corriqueiras que impedem que muita gente decida embarcar na prática dos exercícios físicos. Mas será que realmente não sobra nenhum tempinho na agenda? E se você ajustasse a hora do almoço para ir treinar? "O período é um ótimo momento para quem deseja começar a treinar. Diferentemente do que muita gente acredita, 40 minutos de aula são suficientes para garantir um treino que garanta resultados", explica instrutora do SESC. O lado positivo é que você volta para o trabalho com muito mais pique, já que o corpo libera neurotransmissores, como a endorfina, que deixam qualquer pessoa mais disposta.

 

Alimentação regrada

A grande ressalva para esse hábito funcionar é que trocar a refeição pela academia está fora de cogitação. "A alimentação correta é essencial para quem faz exercícios físicos. Esquecer esse detalhe é o grande problema de quem deseja encarar a academia na hora do almoço", diz o especialista. As consequências podem ir desde doenças como anemia, problemas estomacais, fraqueza e até desmaios repentinos. Para evitar a situação, o mais importante é manter uma alimentação adequada ao treino. O aluno deve fazer uma leve refeição uma hora antes da academia para não treinar de estômago vazio. Depois do suadouro, o almoço deve seguir como de costume. Só não vale abusar da gordura, das massas e dos molhos carregados. "A melhor opção está em um prato balanceado, rico em minerais, proteínas e vitaminas. Tudo para potencializar os resultados da atividade física", explica Felipe dos Santos Manuel.

 

Converse com seu instrutor

De acordo com o especialista, é preciso deixar claro para o seu instrutor que você não dispõe de muito tempo para o treino. Desta forma, ele consegue montar uma combinação de exercícios que possibilite atingir os seus objetivos. "Treinos de 30 a 40 minutos são suficientes, mas precisam ser moldados às necessidades de cada pessoa", orienta o professor da Cia Athletica.

 

Sem fugir das aulas

Como o horário é mais curto, sua frequência na academia precisa ser respeitada. Nada de cair na cilada do turista das aulas. Caso contrário, os resultados não vão aparecer. "Por serem poucos minutos, o ideal é comparecer, no mínimo, três vezes por semana para obter o benefício da musculação".

 

Não perca a linha

Exercícios são uma ótima pedida para levantar a disposição e deixar o dia mais gostoso. Porém, pegar muito pesado pode gerar o efeito rebote. "Quem treina na hora do almoço, precisa de pique para continuar o dia, e o exagero pode sinalizar perigo. Minha dica é não abusar dos pesos e priorizar os exercícios de repetição. Sem esquecer que sobrecarregar um músculo, como os das pernas ou braços, pode causar dores e problemas para continuar as outras atividades diárias", alerta o professor da academia Cia Athletica.

 

A malhação vai dar certo?

Antes de se matricular, é preciso se precaver. Responda as perguntas abaixo para ter certeza de que a hora do almoço pode ser um ótimo momento para seu treino: - Existe uma academia perto de você nessa hora? - Você tem disponibilidade para ir para academia, no mínimo, três vezes na semana? - Você vai conseguir se alimentar corretamente antes e depois do treino? - Você possui ao menos 1 hora de almoço disponível? - Levar roupas do dia a dia para o treino não é um problema? - Atrasar alguns minutos na hora do almoço não sugere riscos ao seu trabalho ou a outras atividades que tem na sequência?

 

Fonte/foto: Minhavida / Sani Chiavenato / Grupo RSCOM /

Participação especial aluno do SESC - unidade Bento Gonçalves.

 

Palavras chave: malhação - sesc - musculação - hora - almoço -

  • Comentários
    Comentários

    Comentários postados

    Nenhum comentário postado ainda, seja o primeiro a comentar!

  • Comentar

    Comentar

    Comente esta matéria







  • Envie para um amigo

    Envie para um amigo

    Envie esta notícia para um amigo









  • Fale com o Editor

    Fale com o editor

    Envie dúvidas e sugestões para o editor








Notícias relacionadas:


Poucas calorias e muita água: conheça os benefícios da pera

Um alerta internacional sobre as dietas sem laticínios

5 fatores que estragam seus dentes e você nem imaginava

Vacinas depois dos 60 anos: o que é importante saber

Exames importantes para a saúde da mulher


PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre o seu endereço de e-mail e receba a nossa newsleter com as notícias do Olá! no seu e-mail.



Mais notícias

Dica - 24/05/2017 | 10h12min

Vacinas depois dos 60 anos: o que é importante saber

Fitness - 18/05/2017 | 11h20min

Poucas calorias e muita água: conheça os benefícios da pera

Anote! - 16/05/2017 | 14h36min

5 fatores que estragam seus dentes e você nem imaginava

Cuidado! - 08/05/2017 | 10h05min

Um alerta internacional sobre as dietas sem laticínios

Cuidados! - 27/04/2017 | 14h47min

Exames importantes para a saúde da mulher

Anote! - 19/04/2017 | 14h04min

Estratégias para evitar o sono quando estiver dirigindo

Medicina - 17/04/2017 | 17h29min

Vacina da gripe: o que muda em 2017

Açúcar - 06/04/2017 | 14h52min

Qual versão faz menos mal?

Alimentação - 04/04/2017 | 14h04min

5 motivos para você comer mais sardinha

Alerta! - 03/04/2017 | 11h33min

Conheça os mitos e verdades sobre a caxumba