Olá, Serra Gaúcha! A serra gaúcha sem limites.

PUBLICIDADE
| 08/12/2014 - 10:31

Alimentos para o coração: como servir saúde à mesa

Um coração em forma depende de uma alimentação saudável. Estudos comprovam que o órgão é beneficiado por alimentos ricos em fibras e gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas – que auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL), um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares.

 

Alimentos para o coração: como servir saúde à mesa

 

Os alimentos ricos em gorduras saturadas e trans são altamente prejudiciais porque aumentam as chances do desenvolvimento da aterosclerose: acúmulo de placas de gordura nas artérias do coração e do cérebro, podendo levar a infarto e derrame. "Mas não é proibido comer nada, basta saber o que faz mal e consumir de forma bastante moderada", defende dr. Raul Dias Santos, cardiologista e consultor do Centro de Medicina Preventiva Einstein.

Alimentos que favorecem o coração

Soja, feijão, lentilha, grão de bico

Alimentos ricos em fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes. As proteínas auxiliam na redução do colesterol. "Os grãos são muito benéficos para o coração porque - além de ajudar a manter bons os níveis de colesterol - colaboram para diminuir a absorção de açúcar", explica o cardiologista.

Tomate

Rico em licopeno – substância que dá a cor avermelhada e está presente também na melancia, pimentão, beterraba e goiaba –, é um grande aliado na prevenção de doenças cardiovasculares por sua ação antioxidante. É preferível o tomate em molhos, pois a concentração de licopeno é maior.

Peixes

Os de águas salgadas profundas, como sardinha, salmão, atum, anchova, truta, arenque e cavala, são ricos em ômega-3, uma gordura saudável que auxilia a reduzir o colesterol ruim (LDL). Recomenda-se consumir esses peixes pelo menos três vezes por semana. Os frutos do mar também são saudáveis para o coração, apesar de terem colesterol, o que não ocorre com os peixes.

Azeite

Possui gordura monoinsaturada, a mais saudável de todas. É fonte de vitamina E, entre outras, e apresenta minerais e compostos antioxidantes como os polifenois. O azeite é capaz de diminuir o colesterol ruim e aumentar o bom. "Prefira consumir o azeite extravirgem, que é o mais puro e garante todos os nutrientes", lembra o dr. Raul.

Alho

Algumas pesquisas indicam que ele pode auxiliar na prevenção das doenças cardiovasculares, pois pode reduzir o colesterol ruim e a pressão arterial. "Estudos com resultados positivos sugerem uma ingestão diária de 20g de alho cru, isso porque o calor usado para cozinhar destrói seus princípios ativos", explica Luci.

Aveia

Fonte de fibras solúveis, além de deixar por mais tempo a sensação de saciedade, ajuda a reduzir os níveis de colesterol.

Banana

Outra fonte de fibras solúveis e também rica em potássio, um mineral importante para o bom funcionamento da função muscular cardíaca. Pacientes que usam diuréticos para o combate à pressão alta, em geral, são aconselhados a comer duas ou três bananas por dia, o que ajuda a repor o potássio eliminado na urina.

Castanhas

Castanha-do-brasil, amêndoas, avelãs, nozes, amendoim e macadâmias são ricos em gorduras poliinsaturadas. Apresentam grandes quantidades de proteínas, fibras, selênio, cálcio, ferro, potássio, zinco, vitamina E, ácido fólico e magnésio. "A porção recomendada é de seis unidades por dia. Deve-se ter cuidado com a ingestão em excesso, pois as frutas oleaginosas possuem alto valor calórico", alerta Luci.

Vinhos

Os compostos responsáveis pelos benefícios ao coração estão na uva, o que torna o consumo do suco ou da própria fruta tão eficaz quanto o do vinho. O resveratol, substância com efeito antioxidante presente em maior concentração nas uvas vermelho-escuras, se destaca pela capacidade de reduzir os riscos de doenças cardiovasculares.

Chocolate

Prefira os escuros, em especial o tipo amargo, rico em flavonoides e ácido gálico, antioxidantes que ajudam a proteger os vasos sanguíneos e promovem a saúde do coração. "Os mesmos benefícios não foram encontrados no chocolate ao leite nem na versão branca", esclarece Luci. O consumo deve ser moderado, porque o chocolate é calórico e também tem gorduras.

 

 

Fonte: einstein.br

Palavras chave:

  • Comentários
    Comentários

    Comentários postados

    Nenhum comentário postado ainda, seja o primeiro a comentar!

  • Comentar

    Comentar

    Comente esta matéria







  • Envie para um amigo

    Envie para um amigo

    Envie esta notícia para um amigo









  • Fale com o Editor

    Fale com o editor

    Envie dúvidas e sugestões para o editor







PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre o seu endereço de e-mail e receba a nossa newsleter com as notícias do Olá! no seu e-mail.



Mais notícias

Faça! - 06/08/2015 | 10h08min

Receita de massa de pizza sem glúten

Pele - 05/08/2015 | 17h36min

Peelings que combatem acne, cravos e manchas

Dicas - 13/07/2015 | 10h45min

Aprenda a cultivar temperos em casa

Pesquisa - 03/07/2015 | 17h17min

10 curiosidades que você precisa saber sobre o sushi

Receita - 06/05/2015 | 15h29min

Torta relâmpago de maçã

Receita - 28/01/2015 | 15h43min

Doce de abacaxi com sorvete de creme

Fácil - 17/12/2014 | 14h23min

Bolo de Natal: Bolo-musse de chocolate

Fácil - 03/12/2014 | 10h59min

Bolinho de milho com queijo

Alimentação - 01/12/2014 | 11h30min

Escolha o óleo certo para usar em suas receitas

Alimentação - 28/11/2014 | 10h26min

Alimentos ricos em fibras: conheça os 10 tipos que não podem faltar na sua dieta