Olá, Serra Gaúcha! A serra gaúcha sem limites.

PUBLICIDADE
Negócios | 06/12/2012 - 13:41

Governo federal e setor vitivinícola alinham agenda positiva

Implantação Nacional do Cadastro vitivinícola e regulamentação do vinho artesanal são debatidos com representantes do Ministério da Agricultura em Bento Gonçalves

A parceria do governo federal para construção de controles e normatizações mais efetivas motivou reunião de representantes do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) com as entidades do setor vitivinícola nacional na tarde de terça-feira, 4, em Bento Gonçalves.

 

Recém empossados nos cargos, o secretário Substituto de Defesa Agropecuária e Diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (DIPOV/SDA), Ricardo da Cunha Cavalcanti Júnior, e o coordenador Geral de Vinhos e Bebidas (CGVB/DIPOV), Álvaro Viana, ouviram e responderam aos pleitos apresentados pelos dirigentes das entidades da Uva e do Vinho. Ao todo, 20 pessoas participaram da reunião, que teve duração de duas horas e meia, na sede da Embrapa Uva e Vinho.

 

Entre os temas apresentados, a implantação em todo o país do cadastro vitícola e vinícola, assim como a regulamentação do vinho artesanal foram os temas que demandaram maior atenção no encontro. Entretanto, o andamento do Decreto que regulamenta a Lei do Vinho, o reconhecimento das Indicações Geográficas, a equiparação da rotulagem de vinhos nacionais e importados, algumas práticas enológicas, o Programa Alimento Seguro, entre outros assuntos, também foram abordados na ocasião.

 

- Particularmente não vejo nenhum problema de o gerenciamento deste controle ser feito por uma entidade do setor privado. O diferencial competitivo da cadeia produtiva será dado pela seriedade de seus atores - observou Cavalcanti sobre a ampliação dos cadastros para o restante do país.

 

- Queremos maior fiscalização e a implantação desta ferramenta nos demais estados produtores irá ajudar bastante - salientou o vice-Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Eduardo Piaia.

 

Como balanço final, tanto os representantes do setor como os do governo federal concordaram que a construção de uma agenda positiva e a busca por soluções conjuntas é o melhor resultado nesta aproximação. "O que se faz no mundo todo é o autocontrole, pois o Governo Federal não tem condições de fazer toda a fiscalização necessária.

 

O Ministério da Agricultura pode ajudar criando normas mais eficientes, mas temos que construí-las a quatro mãos" concluiu Cavalcanti. O secretário solicitou ao diretor técnico do Ibravin que encaminhasse os pontos apresentados para uma análise mais criteriosa pelo departamento que coordena.

 

- Essa sensação que estou tendo, de sermos tratados como parceiros, é fantástica. O objetivo é construirmos uma agenda única para o setor do vinho. Nem tudo podemos resolver, mas queremos ajudar no que nos for possível -  concluiu Cavalcanti.


  • Comentários
    Comentários

    Comentários postados

    Nenhum comentário postado ainda, seja o primeiro a comentar!

  • Comentar

    Comentar

    Comente esta matéria







  • Envie para um amigo

    Envie para um amigo

    Envie esta notícia para um amigo









  • Fale com o Editor

    Fale com o editor

    Envie dúvidas e sugestões para o editor







PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre o seu endereço de e-mail e receba a nossa newsleter com as notícias do Olá! no seu e-mail.