Olá, Serra Gaúcha! A serra gaúcha sem limites.

PUBLICIDADE
Arte | 12/01/2018 - 17:24

Arquivo Histórico de Caxias do Sul atrai quatro mil pessoas em 2017

Espaço conta com acervo aproximado de cinco milhões de registros disponíveis para pesquisa

Documentos, fotos, mapas, áudios e outros itens que preservam a memória de Caxias do Sul e região atraíram cerca de quatro mil pessoas ao Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami no ano passado. De forma presencial e online, a maior fatia desse público, que corresponde a 77,35%, é de pesquisadores em busca de fragmentos da história de famílias e empresas, entre uma infinidade de contextos que podem ser explorados. No total, o Arquivo Histórico possui aproximadamente cinco milhões de itens disponíveis para consulta.

 

Criado oficialmente em 1976, o local é dividido em três unidades: Arquivo Público, Privado e Banco de Memória Oral, que possui mais de mil entrevistas. Entre os milhares de itens disponíveis, o acervo fotográfico é responsável pela maior demanda de pesquisas. Grande parte é proveniente de doações da população e de órgãos públicos. Em 2017, o Arquivo recebeu mais de 10 mil itens, como cartas, passaportes, fotografias e cadernos escolares, entre outros. Uma Comissão de Avaliação seleciona os materiais para o acervo, que devem ter ligação direta com a memória da cidade e da região.

 

Para chamar atenção à riqueza do acervo, alguns eventos ocuparam o espaço durante o ano, como a I Semana Nacional de Arquivos e colóquios com temas diversos, que somaram quase 500 participantes. O Arquivo também recebeu cerca de 300 pessoas em grupos acadêmicos ou turísticos de Caxias do Sul e de outras cidades brasileiras, que vieram conhecer o espaço. “O hábito de valorizar a história e o patrimônio documental, que é nosso objeto de trabalho, precisa ser inserido no dia a dia da comunidade, para que possamos olhar para trás e entender como chegamos até aqui”, defende Catiuscia Xavier, diretora interina do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

 

O professor e historiador Ramon Tissot entende o Arquivo como o principal espaço de memória de Caxias do Sul. “Esse ambiente é de extrema importância, porque guarda a identidade do município. Quando vasculhamos o espaço, encontramos a Caxias do passado. Ele é um dos melhores arquivos da América Latina, com seu trabalho de patrimônio e memória”, destaca Ramon.

 

Qualquer pessoa pode ter acesso ao acervo. Apenas a reprodução de alguns itens está sujeita a restrições. Além de pesquisas presenciais, o Arquivo também disponibiliza grande parte da documentação pública para consulta on-line.

 

O Arquivo Histórico Municipal fica na Avenida Júlio de Castilhos, nº 318, no bairro N. Srª. de Lourdes, em Caxias do Sul. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. Visitas guiadas para grupos podem ser agendadas pelo e-mail arquivomunicipal@caxias.rs.gov.br ou pelo telefone (54) 3901.1318.

 

Fonte: Prefeitura de Caxias do Sul
Foto: Caroline Santi Pegoraro


  • Comentários
    Comentários

    Comentários postados

    Nenhum comentário postado ainda, seja o primeiro a comentar!

  • Comentar

    Comentar

    Comente esta matéria







  • Envie para um amigo

    Envie para um amigo

    Envie esta notícia para um amigo









  • Fale com o Editor

    Fale com o editor

    Envie dúvidas e sugestões para o editor








Notícias relacionadas:


Monumento ao Imigrante recebe apresentação Corpo que Dança

2ª etapa do Mostra Arte na Margem apresenta A Mãe e o Monstro

Anhanguera Caxias promove nesta quarta-feira palestra gravada com Leila Navarro

Exposição Mosaicos é o destaque desse mês na Fundação Casa das Artes

Exposição em Brasília destaca os costumes e a cultura gaúcha


PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre o seu endereço de e-mail e receba a nossa newsleter com as notícias do Olá! no seu e-mail.