25/04/2015 - 13h10min

Alisson Jazer

Fala galera!

 

Hoje no blog o trabalho e um pouco da história do meu amigo Allison Jazer, músico, professor, produtor e gremista.

 

Para quem não conhece Jazer, começou a tocar violão por volta de 1996, por influência do seu tio, pois ficava de boca aberta quando observava ele tocar, sua  tia avó foi um incentivo porque também tocava então sempre que se encontravam o assunto da vez era o violão. Antes da música, conheceu o futebol, nunca mais o abandonou. Sol e chuva, verão e inverno, jogando na rua, nas quadras da escola, interséries e campeonatos de bairro.  Quando começou a tocar, não deixou de lado o futebol, mas percebeu que havia algo mais forte dentro de si, a música. Na época ainda era vinil e cassete, então todas as canções que gostava, aguardava serem tocadas na rádio e colocava a fita para gravar, assim tinha uma coletânea, feito por ele e poderia pedir ao meu tio para me ensinar a tocá-las.

 

Suas influências começaram na escola junto aos amigos, escutava bandas como Kiss, Guns N’Roses, Metallica, Iron Maiden, Bom Jovi, Ozzy Osbourne e sua artista predileta, Shakira. Fez aulas de guitarra durante quatro anos. Antes, cursou violão clássico, na mesma escola em que estudava.  Até que juntando amizades e formamdo a primeira banda, sem nome, mas com grande paixão. Os anos se passaram, as amizades foram mudando, acabou passando por algumas bandas, onde tocou muita coisa bacana e fez muitas amizades. Começou a perceber que era realmente o que ele queria, então assim que completou o segundo grau, decidiu dar aulas de violão e guitarra, pois sabia que com o que ele já tocava poderia facilmente ensinar quem estava começando do zero. Dava aulas em casa, no quarto, para alunos de diversas idades e estilos.

 

Começou a se apresentar nos bares, já não mais na escola e também trabalhando em uma loja de instrumentos musicais, começou a mexer em diversos instrumentos, afinar, trocar cordas, limpar, ajustar, assim como passou a entender um pouco de áudio, sonorização e ligações. Foi nessa época que resolveu investir numa mesa de som e microfone, começando então a realizar pequenas gravações no computador, que antes eram feitas com aquele microfone de mesa, que vem com a máquina.

 

Nas redes sociais surgiram amizades. Principalmente nas de futebol, então o seu amor de pequeno pelo Grêmio foi tomando rumo junto às postagens. Até que surgiu um poema e a sugestão de musicá-lo. Assim surgiu a primeira obra, um poema de Felipe Sandrin com o nome de Amor Gremista. Na época, 2007, foi feito até um site para a canção com um vídeo, mostrando feitos do clube na série B, coisas que na canção são citadas, pois o Grêmio saiu dela em 2005. Os anos foram passando e acabou criando mais amizades, pessoas de todo o país adicionavam e pediam mais canções, mais gravações.

 

Dessa parceria com a música do Grêmio surgiu então a banda Lados Separados. Embora o disco não fosse sobre futebol, contou com dois grandes nomes do futebol no patrocinando, Anderson Simas Luciano (Tcheco) e Felipe MattioniRhode, que inclusive jogava já fora do país e fez uma transação em euros para colaborar com nosso trabalho. Produziu todo o disco e como produtor musical, foi sua primeira experiência. Aprendeu tudo dentro de um ano e mixou as canções da forma que achava conveniente. Infelizmente os projetos foram sendo desfeitos, ficou difícil conciliar tudo, conheceu sua esposa, a vida deu uma volta, mas nunca deixou de tocar. Nesse tempo, conheceu o irmão Evandro Ricardo de Souza e fizeram um vídeo lindo para uma promoção na internet foi ai que surgiu uma amizade de irmãos, que foi essencial na sua vida e carreira. Fizeram muita coisa juntos, mas o mais marcante foi ele ter me entregue uma cópia da chave da sala de música dele, deixando que eu trabalhasse lá por praticamente dois anos. Criaram muita coisa e produziu muitas canções. As aulas de violão e guitarra continuavam e volta e meia decidia gravar algum aluno que estava pronto. Em 2014 trocou de local de trabalho, mas a amizade e irmandade continua a mesma.

 

Hoje da aulas de violão, guitarra e técnica vocal, assim como produz artistas e realiza gravações e mixagens de áudio.  Esta  voltando a compor,  gravar, conseguindo fazer os seus horários e tocando em palco quando realmente vale a pena. Alisson fala: “Vivo da música e não reclamo, pois para alcançarmos nossos sonhos basta ter paciência e força de vontade. Nada acontece sem esforço, nada. Quando estou desanimado, lembro-me de toda a minha trajetória e então é impossível desistir. Cresci com a música e hoje, com quase dezoito anos sem tirar o violão do colo, vejo que realmente devemos acreditar naquilo que amamos.”

 

 

 

 

Essa é um pouco da história do Alisson, grande pessoa, grande músico. Espero que tenham gostado.

 

Contatos:

Email: contaro@jazer.com.br

Site: http://www.jazer.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/JazerOficial

Twitter: https://twitter.com/jazeroficial

 

Cy!

 



Comentários postados


Tamara Trecha - Gosto muito de ouvir as musicas na voz de Alisson Jazer! Minha filha de 9 anos adora violão e certamente se eu morasse em Bento Gonçalves as aulas seriam com ele. Jazer está de parabéns


Deixe o seu comentário








PUBLICIDADE PUBLICIDADE

Vamos Musicar

Marcio Moraes toca guitarra desde os 12 anos e, além de guitarrista da banda Comfort Eagle, ama música. Falar, escrever e discutir sobre o assunto movem este estudante de Publicidade e Propaganda. Escrever sobre instrumentos e novas tecnologias surgidas no meio musical, trazer e falar sobre lançamentos musicais e equipamentos serão a mola propulsora deste espaço. Então, vem com a gente? Vamos musicar?