19/11/2014 - 23h11min

VB Sound Studio

Fala galera!

 

Hoje vou falar sobre o VB Sound Studio.

 

Estúdio de gravação do meu amigo Vinicius Buffon, que começou tocando com as agulhas de croche da mãe, tirando seus sons imaginarios acompanhando grandes sucessos que tocavam no radio. Sempre gostou de música, ganhou sua primeira bateria aos 16 anos, ouvia bandas que bombavam na década de 90, Pearl Jam, Skid Row, Soundgarden entre muitas outras.

 

Seis meses depois de começar a tocar bateria já estava tocando pela região com a banda Ultimato e uma das ultimas foi a Lady Pink. Os ensaios  das bandas eram sempre feitos em sua casa, o chamado “cafofo” em sua  garagem. Lugar onde começou a fazer testes de gravação apartir de 2007, gravando algumas composições de Rodolfo Costa, que na épóca o ajudou muito, sem esquecer da ajuda de Cassio Balzan durante esse período.

 

Todos esses testes, gravações, escolha de microfones e seus posicionamentos, ouvir, testa novamente, tudo acabou conquistando. Aos poucos comprou uma placa de audio, um microfone especifico, assim melhorando gradativamente. Testando microfonação Everson Sonza ajudou muito no uso de softwares e plugins. A partir de 2014, resolveu abrir a “salinha de ensaios” e se aventurar em gravações e produções. Desde a abertura trabalhou com diversas gravações, álbum completo da Mad Sheep, ensaios, jingles e até spots de rádio.

 

O estudio conta com gravações específicas, de discos, espaço para ensaio e gravação do ensaio todo em canais separados (até 16 canais individuais) com opção de mixagem.

 

Quais as suas influência? Quais bateristas você gosta de escutar?

Influências diversas, gosto de praticamente todo o tipo de música, desde AC/DC até Maria Rita, mas geralmente o que mais escuto é pop/rock/grunge/indie, John Mayer, Pearl Jam, Soundgarden, The Script, The Beatles, Dave Matthews Band, Imagine Dragons, James Morrison, The Killers, Mumford & Sons.

Sobre bateristas, o baterista que me influenciou muito no início foi o Lars Ulrich (Mettalica) com a pegada característica, firme e limpa, sem firulas. Hoje admiro bateristas como Steve Jordan, Carter Beauford, Abe Laboriel Jr. e Benny Greb.

 

Qual o teu set de bateria atual? E porque você o usa?

Baterias:

Groovin (mais pop) - 20”/10”/12”/14” - Uso este kit pra ensaios e shows que necessitam de um som mais controlado e focado.

Sonor com aros de madeira (mais encorpada) - 22”/12”/16” - Este kit tem um som mais aberto, mais volume. Uso em diversas gravações e shows maiores.

Caixas:

- Yamaha Copper Nouveau 14/6,5”

- Ddrum Dios Bamboo (Com aros tb de bamboo) 14/6”

- Sonor Birch Especial Edition 13/7”

- Sonor Force 2007 14/5,5”

 

Pratos - Bosphorus Cymbals - Gosto de pratos grandes!

HiHat - (1) Traditional Series Dark 14” / (2) Traditional Series Thin Crash 16” (top) + Stanton Moore Smash Crash 16” (bottom)

Crashes: Traditional Series 18”/19”

Ride: Traditional Series 22” / Oracle Series 21"

 

Atualmente esta tocando?

No momento toco apenas com a Farina Brother’s e participo como músico no projeto "O Sonhador” (Fundo Municipal de auxílio à cultura).

 

Do seu ponto de vista como engenheiro de som ou produtor, 3 albuns que você considera referencia ou que você ache bons em relação a gravação, mixagem e produção.

Maria Rita - Segundo

Simplesmente adoro esse álbum em todos os aspectos, as composições, a voz macia da Maria Rita e a produção do Lenine são maravilhosas.

Paul McCartney - New

A musicalidade do Paul não se discute, é o mestre! Mas a produção e qualidade do áudio são impressionantes, tudo se encaixa perfeitamente é fantástico!

Mumford & Sons -  Babel

Penso que nesse álbum conseguiram retratar com perfeição a alma da banda. É suave mas também intenso, perfeito nas dinâmicas. Gosto muito!

 

Sobre as gravações gostaria de saber quais os tipos de gravações que você oferece?

Consigo fazer diversas gravaçõe, desde o ensaio informal, até álbuns mais trabalhados, jingles e locuções. Além de captação analógica ou edição/gravação via MIDI.

No momento estou trabalhando na mixagem do DVD ao vivo do Vocal Allegro (Garibaldi) captado no evento "Una notte sotto le stelle”, onde foram gravados 24 canais individuais.

O legal de captar o ensaio é poder sair com uma demo de alta qualidade (já que os canais são gravados individualmente) usando uns 8 canais só para bateria, além de violão, guitarra, baixo, teclado e vozes. Com um ensaio de umas 2 horas se consegue gravar algumas músicas e fazer um mix básico. Se a banda estiver acostumada a ensaiar com o retorno via fone, o resultado é excelente, já que gravando com caixas de som como retornos deixa a gravação mais suja, com muitas interferências.

Para os demais projetos, o andamento e tempo necessário para as gravações sempre vai depender do que a banda ou músico busca atingir, além do tipo de música e instrumentos envolvidos. Estilos diferentes merecem uma abordagem diferente na hora de captar e mixar. Penso que não é interessante oferecer um pacote pré definido de horário e custo sem saber o que os músicos realmente querem.

 

Espero que tenham gostado do material, eu ja ensaiei no VB Sound Studio e achei muito bom, sai satisfeito, recomento. Logo abaixo deixo os contatos.

 

cy!

 

Contatos:

 

vbsoundstudio@gmail.com

facebook.com/vbsoundstudio

soundcloud.com/vbsoundstudio

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCvBECdMFvCVTuuer9hgSwjQ

Tel: 54 99737193

Endereço: Travessa Herdeiros Refati, 35. Bairro Maria Goreti. Bento Gonçalves

 



Comentários postados


Marcio MOraes - Ae Cafu!!!! Obrigado! Abraço!

Cassiano Farina - Grande Vini. Baita batera! Bom gosto e musicalidade. Orgulho de tê-lo como músico dos Farina Brothers. Parabéns pela matéria, Márcio. 


Deixe o seu comentário








PUBLICIDADE PUBLICIDADE

Vamos Musicar

Marcio Moraes toca guitarra desde os 12 anos e, além de guitarrista da banda Comfort Eagle, ama música. Falar, escrever e discutir sobre o assunto movem este estudante de Publicidade e Propaganda. Escrever sobre instrumentos e novas tecnologias surgidas no meio musical, trazer e falar sobre lançamentos musicais e equipamentos serão a mola propulsora deste espaço. Então, vem com a gente? Vamos musicar?