04/02/2015 - 16h02min

O QUE É UM REI MOMO

VOCÊ SABIA QUE O REI MOMO É UM PERSONAGEM MITOLÓGICO?

CONHEÇA UM POUCO SOBRE ESTA HISTÓRIA.

Rei Momo é um personagem da mitologia grega que se tornou um símbolo do Carnaval.

Na mitologia grega, Momo (Reclamação) era uma das filhas que a deusa Nix, personificação da noite.

O Rei Momo parece ter surgido em Espanha, sob a forma dum boneco que se queimava, como forma de suavizar um costume antigo mais brutal, simbolizando a morte de Jesus Cristo propiciadora da sua ressurreição.

Surge na literatura espanhola já no século XVI, na obra de 1553, "El Momo. La moral y muy graciosa historia del Momo: compuesta en latín y trasladada al castellano por Agustín de Almacan. En Alcalá de Henares". Correm então várias historietas sobre esta personagem burlesco. A novela picaresca espanhola La pícara Justina, publicada pela primeira vez em 1605 em Medina del Campo, alude ao Rei Momo, parodiando-o como Rey Mono, ou seja, Rei Macaco: "Ya guisa del rey Mono, hizo su trono", e "Hizo de las capas un trono imperial, poniendo por respaldar dos desaforados cuernos, parecía rey Mono puramente."Salas Barbadillo volta a recolher esta tradição e personagem em 1627, na sua obra Estafeta del rey Momo.

Na Roma antiga, o mais belo soldado era designado para representar a deusa Momo,apesar de Momo ser mulher,no carnaval, ocasião em que era coroado rei. Durante os três dias da festividade, o soldado era tratado como a mais alta autoridade local, sendo o anfitrião de toda a orgia. Encerrada as comemorações, o “Rei Momo” era sacrificado no altar de Saturno. Posteriormente, passou-se a escolher o homem mais obeso da cidade, para servir de símbolo da fartura, do excesso e da extravagância.

Durante muito tempo o Rei Momo fez parte do Carnaval carioca, como de outros carnavais, sem no entanto incorporar uma figura específica.

Em 1910 o palhaço negro Benjamim Oliveira personificou o Rei Momo, pela primeira vez no Rio de Janeiro, numa actuação do Circo Spineli.

A figura actual do Rei Momo carioca terá surgido em 1933, quando Edgard Pilar Drumond, também conhecido por Plamenta, cronista carnavalesco, juntamente com o jornalista Vasco Lima e outros jornalistas do jornal A Noite, criaram um boneco de papelão a que chamaram Rei Momo I e Único, esculpido pelo artista Hipólito Colomb.

Hoje existe concurso para a escolha do Rei Momo em vários estados do Brasil. Para participação do certame é preciso ser muito simpático e esbanjar alegria, além de pesar no mínimo 120 quilos. Esta última exigência vem sendo abandonada nos últimos anos, considerando-se os problemas de saúde causados pela obesidade.

 

Fonte de pesquisa: Wickpedia




Comentários postados


VILMA CEZARIA - MEU APILIDO E REI MOMO,MORO NO JOZE CARLO GUIMARAO 


Deixe o seu comentário








PUBLICIDADE PUBLICIDADE

Alalaô


Rodrigo Ricieri é formado como Guia de Turismo Nacional e América do sul, ministra cursos de etiqueta e comportamento, Relações Públicas e é carnavalesco por pura paixão. Amante das cores e da folia da mais popular festa do país, conhece agremiações da região Sudeste e de Porto Alegre, tendo participado de várias ações no segmento.
Busca através da maior festa do Brasil, identificar e qualificar a informação cultural por trás das personalidades icônicas do samba.
Monarquista e apaixonado pela criatividade do brasileiro, sabe a importância turística, econômica e cultural da festa.
Aqui no "Blog do Alalao", todas as expressões juntas e ritmadas, numa cadência de informações bem ao estilo do carnaval.
Sempre um tema que não tem fim. Criatividade e informação para que gosta de festa, folia e muita cor.
O blog do Alalaô, já está a postos e nosso bloco já está na rua!