12/10/2017 - 16h10min

PINAH - A PASSISTA QUE DANÇOU COM O PRÍNCIPE

Maria da Penha Ferreira, conhecida como Pinah, também foi cinderela negra do Carnaval e a careca da Beija-Flor.

A famosa ex-passista de escoba de samba do Rio de Janeiro, foi personagem da história do carnaval e ainda dançou com o Príncipe Charles no auge da popularidade dele

e no auge da beleza dela.

Em 1978, ela achou que havia dançado com um mero segurança e na realidade era o herdeiro da coroa britânica.

Aquele momento catapultou-a aos editoriais da época. Sua imagem rodou o mundo, e Pinah tornou-se símbolo da festa mais popular do planeta.

***Pinah jura que não sabia com quem estava dançando. Conta que, antes do evento, Joãosinho Trinta reuniu 400 pessoas para o show da Beija-Flor, e o protocolo advertia que ninguém podia chegar perto do príncipe.

 

***E há 3 anos, eu conheci o filho do Charles quando veio no Brasil, durante um jantar.

Na fala dele, o príncipe William disse que queria conhecer o Brasil e o Rio porque o pai dele tinha vindo e dançado com uma mulata, aí acabamos nos encontrando – revelou ela a imprensa

há alguns anos.

Ainda refletindo sobre tudo o que aconteceu, ela deixa claro claro sua condição de musa do carnaval, mas nunca se considerou passista "de verdade".

"Eu nunca fui passista, como muitos acham até hoje. Eu era destaque da escola. As musas e rainhas que são passistas, sambistas. Eu acho que eu nem sei sambar. Mas, em qualquer profissão que você tem, deve haver a humildade para saber quando parar. Para mim, é cômodo vir em cima de um carro alegórico, não cansa tanto."

 

Em 1983, foi homenageada no samba-enredo da Beija-Flor: "Ê Pinah ê Pinah, a cinderela negra que o príncipe encantou"

Hoje, possui uma loja de material carnavalesco em São Paulo. 

Trocou o Rio de Janeiro por Sampa, mudou de vida, mas não mudou sua história... O príncipe Charles em uma simples dança, já havia feito há muitos anos antes.

 

 

 

 

 


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
05/02/2017 - 12h01min

CORDÃO BOLA PRETA - o mais antigo bloco do Brasil

O Cordão da Bola Preta (ou simplesmente Bola Preta), fundado em 1918, é o mais antigo bloco de carnaval do Rio de Janeiro, um dos mais antigos do país e último representante remanescente dos antigos Cordões Carnavalescos que existiam no Rio de Janeiro no início do século 20.
O Bola Preta desfila tradicionalmente todo sábado de carnaval na Avenida Rio Branco no centro do Rio de Janeiro, começando por volta das 9h da manhã, até as 14h. O bloco também sai na sexta-feira imediatamente anterior à abertura do carnaval, no mesmo local.
Suas cores são o Branco e o Preto, e o uniforme oficial é qualquer roupa branca com bolinhas pretas. Muita gente vai fantasiada e até monta alas.

*******************************************************************************

O Cordão da Bola Preta foi fundado por Álvaro Gomes de Oliveira (Caveirinha – no centro, em pé), Francisco Brício Filho (Chico Brício), Eugênio Ferreira, João Torres e os três irmãos Oliveira Roxo, Jair, Joel e Arquimedes Guimarães, em 1918.
Foi Caveirinha quem deu nome ao bloco ao ver passar uma linda mulher com vestido branco com bolas pretas. Daí surgiu o mais famoso bloco do mundo: Cordão da Bola Preta.

*****************************************************

Saiba tudo sobre o Cordão da Bola Preta para o carnaval de 2017. 

www.cordaobolapreta.com

Confira data, horário, concentração, percurso, vídeo, fotos e muito mais.

Endereço: Rua Primeiro de Março

Cidade: Rio de Janeiro

Região: Centro

DETALHES

Data: Sábado 25/02/2017Início: 08:00Final: 14:00

Estimativa: 1.000.000 pessoas

Classificação: Livre

Concentração:Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário

Percurso:Rua Primeiro de Março, seguindo até a Av. Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, onde encerra


 

O início de tudo

Maria Rita, é a madrinha do Bloco

Leandra Leal anima a festa em 2016


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
21/12/2016 - 10h40min

ALA DAS BAIANAS - Um pouco de história

Todo mundo se emociona e rende homenagens à Ala da Baianas de uma escola de samba.

O que poucos sabem é como essa parte fundamental dos desfiles carnvalescos surgiu e sua importância histórica.

 

Fique atento. Leia e compartilhe!

ala de baianas é considerada como uma das mais importantes de uma escola de samba. Composta, preferencialmente, por senhoras vestidas com roupas que remetem às antigas tias baianas dos primeiros grupos de samba do início do século XX, no Rio de Janeiro. Foi introduzida no desfile ainda nos anos 1930 como uma forma de homenagem às "tias" do samba, que abrigavam sambistas em suas casas, na época em que o ritmo era marginalizado. É uma ala obrigatória em todos os desfiles de escolas de samba, mesmo não sendo quesito oficial em nenhum deles.

As fantasias das baianas contam pontos para o Quesito Fantasia o modo como desfilam conta pontos para o Quesito Evolução, porém toda escola deve se apresentar com um número mínimo de baianas. Nos anos 1940 a 50, era comum que homens desfilassem vestidos de baianas, prática que passou a ser proibida no Rio de Janeiro nos anos 1990, mas foi liberada pela Associação das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro (AESCRJ), nos grupos de acesso, a partir do ano de 2006.

A roupa clássica das baianas compõe-se de torso, bata, pano da costa e saia rodada. Entretanto, frequentemente podemos ver baianas com as mais inusitadas fantasias, tais como noivas, estátuas da liberdade, seres espaciais, globo terrestre (foto) ou poços de petróleo. No carnaval 2010, chegou a ser aprovado em plenária da AESCRJ que a ala das baianas viraria quesito para as escolas de samba dos grupos de acesso, pertencentes àquela liga, no entanto a ideia foi desfeita posteriormente.

 

***O que é o Pano da Costa? ***

O PANO-DA-COSTA é de uso exclusivo da mulher nos cultos africanos, porque uma das principais funções do mesmo é proteger os órgãos reprodutores das mulheres, das Yamis.
Listrado, liso, estampado ou bordado em richelieu ou renda, é por meio dele que a mulher demonstra sua posição hierárquica na organização sócio-religiosa dos terreiros.
Em Salvador/BA, mais precisamente no Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, a tecelagem tradicional do pano-da-costa está ligada ao uso e ao simbolismo sócio-religioso do tecido na composição das roupas rituais do candomblé.
**Fontes: Wickpedia - Google Images

 

 

PANO DA COSTA

BAIANAS DA CAPRICHOSOS DE PILARES

O COLORIDO DAS NOVAS BAIANAS

BAIANAS DA BEIJA FLOR


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
28/10/2016 - 09h43min

CARNAVAL 2017 - PREPARA-SE!

Olá amigos!

Todo brasileiro tem um time de futebol, uma candidata a Miss e uma escola de samba para torcer.

Prepare sua agenda para colocar su bloco na rua e garantir sua torcida por sua agremiação.

Confira horários e dats de sua escola preferida e fique de olho no nosso blog. Aqui você vai se manter informado sobre tudo o que acontece

nesse universo de cor e magia. Onde tudo pode acontecer!

RIO DE JANEIRO

A ordem dos desfiles é definida por sorteio que acontece entre os meses de Junho e Julho.

******************************************************************************************************************

                                                                                                       Grupo de Acesso ou Grupo de Ouro de 2017

Horário do Desfile Sexta-Feira - 24 de Fevereiro Sábado - 25 de Fevereiro
22:00 - 22:45 Acadêmicos do Sossego Acadêmicos da Rocinha
22:45 - 23:30 Alegria da Zona Sul Acadêmicos do Cubango
23:30 - 00:15 Unidos do Viradouro Inocentes de Belford Roxo
00:15 - 01:00 Império da Tijuca Império Serrano
01:00 - 01:45 União do Parque Curicica Unidos de Padre Miguel
01:45 - 02:30 Estácio de Sá Renascer de Jacarepaguá
02:30 - 03:30 Acadêmicos de Santa Cruz Unidos do Porto da Pedra

                                                                                                           Escolas de Samba do Grupo Especial

HORÁRIO 26 de Fevereiro (Domingo) 27 de Fevereiro (Segunda-feira)
22:00 - 23:05 Paraíso do Tuiuti União da Ilha do Governador
23:05 - 00:10 Grande Rio São Clemente
00:10 - 01:15 Imperatriz Leopoldinese Mocidade
01:15 - 02:20 Vila Isabel Unidos da Tijuca
02:20 - 03:25 Acadêmicos do Salgueiro Portela
03:25 - 04:30 Beija-Flor Mangueira

                                                                                                                          Desfile das Cãmpeas

HORÁRIO 04 Março (SÁBADO)
21:00 6° Lugar
22:05 5° Lugar
23:10 4° Lugar
00:15 3° Lugar
01:20 Vice-campeã
02:25

Campeã

 

Bailes da Cinelândia O carnaval carioca já consagrado como celeiro de novidades, ritmos e estilos traz sempre agradáveis surpresas para o público. Na Cinelândia, a festa ao ar livre dura cinco dias, é animada por orquestras que acompanham intérpretes, que já se tornaram símbolos das marchinhas carnavalescas, revivendo o clima dos antigos bailes de carnaval. Festas Populares De sábado à terça-feira são realizados em pontos espalhados pela cidade, bailes ao ar livre. Assim da zona norte à zona sul o grande destaque é a alegria e a descontração do povo carioca.


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
11/02/2015 - 13h50min

PAULISTANOS NO CARNAVAL

Data de 1885 a primeira intervenção da Prefeitura Municipal de São Paulo no Carnaval, promovendo o primeiro desfile carnavalesco dos cordões existentes à época.    Os cordões por longo tempo definiram a musicalidade da população operária paulistana, e neles é que se desenvolvia o samba paulistano. No entanto, as manifestações carnavalescas das classes menos abastadas, de forte influência negra, eram praticamente ignoradas pela grande imprensa da época, bem como pelo poder público, que por vezes as reprimia

Em 1914, foi criado o Cordão da Barra Funda, por Dionísio Barbosa, sendo este cordão um ancestral da Camisa Verde e Branco.Destacaram-se posteriormente outros como, Geraldinos, Mocidade do Lavapés, Ruggerone e Campos Elyseos, os maiores da cidade até então.

 

***********************************************************************************************************

Foi instituída em 1933 a Taça Arthur Friendenreich pela Frente Negra Brasileira, com o objetivo de valorizar as agremiações de raiz africana, até então excluídas dos certames oficiais. Dela participaram o Cordão da Barra Funda, Bloco do Boi, Cordão das Bahianas e Bloco da Mocidade. Em 1934, o mesmo concurso foi novamente realizado, sendo vencido pelo Vae-Vae.

Em 1941 é criado o primeiro Grito de Carnaval, uma parceria do antigo Clube Roxy com a Primeira de São Paulo a frente dos festejos, acontecendo assim a primeira participação de uma escola de samba em um show de entretenimento,o Grito foi transmitido pela Rádio Record para todo país, também sendo a primeira transmissão de uma escola de São Paulo em todo Território Nacional .

fato curiosíssimo, que marcou o pré carnaval naquele dia foi a competição da campeã de 1940 do Carnaval Carioca a Portela, que veio a São Paulo, disputar uma espécie de Rio-SP de escolas de samba, organizado pela quermesse da "Casa do Ator", juntou com a Campeã de São Paulo, União Filme do Brasil. A escola do Rio trouxe figuras famosas como seu cofundador Paulo da Portela, e Heitor dos Prazeres além de Cartola famoso compositor da Mangueira, a escola Filme do Brasil tinha os sambistas Edgard da Filme e Durval Soares.

A apresentação começa com a escola paulistana que conta com Edgard no microfone, segundo o jornal "Folha da Manhã" cantou vários sambas e era dono de uma voz valorosa.

A Portela por sua vez canta o samba Pauliceia e o samba São Paulo, é aplaudida pelo público, que traz Heitor e Cartola ao microfone.

O resultado foi surpreendente, a escola União de Filme Brasil empata, e conquista talvez o maior resultado de uma escola até aquele momento. O Carnaval de São Paulo conquista seu primeiro grande resultado à enfrentar de igual para igual uma escola do porte da Portela, multicampeã da época. O resultado foi o seguinte:

União Filme do Brasil

Ritmo: 32 pontos

Cadencia: 24 pontos

Letra: 31 pontos

Harmonia: 30 pontos

Total: 117 pontos

Portela

Ritmo: 32 pontos

Cadencia: 33 pontos

Letra: 22 pontos

Harmonia: 30 pontos

Total: 117 pontos

 

***********************************************************************************

 

A Rainha do Carnaval de São Paulo é a passista que tem o dever de cortejar a folia, junto com o Rei Momo, na referida cidade. Cada cidade onde o carnaval ocorre possui um concurso de Rainha do Carnaval, sendo assim cada um possui as suas regras. Nas cidades em que ocorrem os desfiles de escolas de samba, como São Paulo (cidade), as Rainhas do Carnaval são geralmente candidatas provenientes das escolas ou de ateliês e equipes especializados em formar passistas. Nestes mesmos concursos as princesas são geralmente as segundas e terceiras colocadas, podendo ser 1ª Princesa e 2ª Princesa, respectivamente. Algumas delas após o reinado se tornam rainhas ou madrinhas de bateria, assim como algumas rainhas ou madrinhas de bateria que se elegem rainhas e princesas do Carnaval representando suas escolas.

 

FONTE: wickpédia

FOTOS: puravaidadeoficial.blogspot.com.br / globo.com

 

VALESCA POPOZUDA NA ESCOLA ÁGUIA DE OURO

BAIRROS, REPRESENTADOS NA PASSARELA DO SAMBA

ESPETÁCULO DO SAMBA ATÉ O NASCER DO DIA


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
04/02/2015 - 16h02min

O QUE É UM REI MOMO

VOCÊ SABIA QUE O REI MOMO É UM PERSONAGEM MITOLÓGICO?

CONHEÇA UM POUCO SOBRE ESTA HISTÓRIA.

Rei Momo é um personagem da mitologia grega que se tornou um símbolo do Carnaval.

Na mitologia grega, Momo (Reclamação) era uma das filhas que a deusa Nix, personificação da noite.

O Rei Momo parece ter surgido em Espanha, sob a forma dum boneco que se queimava, como forma de suavizar um costume antigo mais brutal, simbolizando a morte de Jesus Cristo propiciadora da sua ressurreição.

Surge na literatura espanhola já no século XVI, na obra de 1553, "El Momo. La moral y muy graciosa historia del Momo: compuesta en latín y trasladada al castellano por Agustín de Almacan. En Alcalá de Henares". Correm então várias historietas sobre esta personagem burlesco. A novela picaresca espanhola La pícara Justina, publicada pela primeira vez em 1605 em Medina del Campo, alude ao Rei Momo, parodiando-o como Rey Mono, ou seja, Rei Macaco: "Ya guisa del rey Mono, hizo su trono", e "Hizo de las capas un trono imperial, poniendo por respaldar dos desaforados cuernos, parecía rey Mono puramente."Salas Barbadillo volta a recolher esta tradição e personagem em 1627, na sua obra Estafeta del rey Momo.

Na Roma antiga, o mais belo soldado era designado para representar a deusa Momo,apesar de Momo ser mulher,no carnaval, ocasião em que era coroado rei. Durante os três dias da festividade, o soldado era tratado como a mais alta autoridade local, sendo o anfitrião de toda a orgia. Encerrada as comemorações, o “Rei Momo” era sacrificado no altar de Saturno. Posteriormente, passou-se a escolher o homem mais obeso da cidade, para servir de símbolo da fartura, do excesso e da extravagância.

Durante muito tempo o Rei Momo fez parte do Carnaval carioca, como de outros carnavais, sem no entanto incorporar uma figura específica.

Em 1910 o palhaço negro Benjamim Oliveira personificou o Rei Momo, pela primeira vez no Rio de Janeiro, numa actuação do Circo Spineli.

A figura actual do Rei Momo carioca terá surgido em 1933, quando Edgard Pilar Drumond, também conhecido por Plamenta, cronista carnavalesco, juntamente com o jornalista Vasco Lima e outros jornalistas do jornal A Noite, criaram um boneco de papelão a que chamaram Rei Momo I e Único, esculpido pelo artista Hipólito Colomb.

Hoje existe concurso para a escolha do Rei Momo em vários estados do Brasil. Para participação do certame é preciso ser muito simpático e esbanjar alegria, além de pesar no mínimo 120 quilos. Esta última exigência vem sendo abandonada nos últimos anos, considerando-se os problemas de saúde causados pela obesidade.

 

Fonte de pesquisa: Wickpedia



Comentários postados (1) - Deixe seu comentário
28/01/2015 - 10h01min

CARNAVAL DE RUA DE CAXIAS DO SUL

Carnaval de Rua de Caxias 2015: será nos próximos dias 13 e 14 de fevereiro.

O desfile será realizado, em ambos os dias, a partir das 20h30min na Rua Plácido de Castro, entre as ruas Treze de Maio e Andrade Neves, no bairro Lourdes.

 

Os ingressos para as arquibancadas custam R$ 5 na sexta-feira e R$ 10 no sábado.

Eles estarão à venda a partir do dia 9 de fevereiro na Casa da Cultura (veja horários abaixo). Nos dias do desfile os ingressos serão vendidos no local, a partir das 18h.

 

CONFIRA A AGENDA DA FESTA DO CARNAVAL


13 de fevereiro de 2015 | Sexta-feira

Grupo Intermediário
21h: Escola de Samba Recreativa Cultural Nação Verde e Branco

 

Grupo de acesso
22h: Associação Cultural e Esportiva Acadêmicos XV de Novembro
23h: Associação Cultural Beneficente Unidos da Zona Norte

00h: Grupo Recreativo e Esportivo Unidos da Tia Marta
01h: Escola de Samba Acadêmicos Filhos de Jardel

 

14 de fevereiro de 2015 | Sábado
Grupo Especial
21h: Associação Cultural e Esportiva São Vicente
22h: Sociedade Recreativa Cultural e Carnavalesca Incríveis do Ritmo
23h: Sociedade Recreativa e Cultural Gaúcho - Protegidos da Princesa
00h: Escola de Samba Acadêmicos do Arsenal
01h: Escola de Samba Mancha Verde
02h: Escola de Samba Acadêmicos do Pérola Negra

 

O Carnaval de Rua 2015 é uma organização da Prefeitura de Caxias do Sul por meio da Secretaria da Cultura, em parceria com a Associação das Entidades Recreativas, Esportivas, Culturais e Carnavalescas do município e Região Nordeste do Rio Grande do Sul (Assencar).

 

Participam, ainda, as secretarias municipais da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), Meio Ambiente (Semma), Segurança Pública e Proteção Social (SSPPS), Obras e Serviços Públicos (SMOSP), Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMTTM), Saúde, Habitação, Urbanismo e Turismo, além do Samae, da Codeca, da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros.

 

Horário de funcionamento da Casa de Cultura para venda de ingressos:

 

Dias 09, 10, 11 e 12 de fevereiro: das 9h às 12h e das 13h30min às 21h

Dias 13 e 14 de fevereiro: das 9h às 12h e das 13h30min às 18h

CARNAVAL DE CAXIAS JÁ É TRADIÇÃO REGIONAL

FOLIA NAS RUAS DE CAXIAS Fotos: Google Images

ORGANIZAÇÃO E CORES Fotos:Google Images


Comentários postados (0) - Deixe seu comentário
< Anterior|123|Próxima >
PUBLICIDADE PUBLICIDADE

Alalaô


Rodrigo Ricieri é formado como Guia de Turismo Nacional e América do sul, ministra cursos de etiqueta e comportamento, Relações Públicas e é carnavalesco por pura paixão. Amante das cores e da folia da mais popular festa do país, conhece agremiações da região Sudeste e de Porto Alegre, tendo participado de várias ações no segmento.
Busca através da maior festa do Brasil, identificar e qualificar a informação cultural por trás das personalidades icônicas do samba.
Monarquista e apaixonado pela criatividade do brasileiro, sabe a importância turística, econômica e cultural da festa.
Aqui no "Blog do Alalao", todas as expressões juntas e ritmadas, numa cadência de informações bem ao estilo do carnaval.
Sempre um tema que não tem fim. Criatividade e informação para que gosta de festa, folia e muita cor.
O blog do Alalaô, já está a postos e nosso bloco já está na rua!